3-dicas-para-comecar-a-tocar-bateria 01

3 dicas para começar a tocar bateria

Em uma troca de ideias na Equilibrium, conversei com o professor Michel, que dá aulas de bateria, sobre as principais dúvidas dos alunos no começo das aulas, além de pontos importantes e dicas para o desenvolvimento técnico e musical. Aprensetamos aqui 3 dicas para começar a tocar bateria:

A primeira dúvida que sempre aparece na aula grátis de bateria aqui na escola é: a bateria é muito cara? Preciso ter a bateria?

No início não é necessário comprar a bateria, pois o aluno pode estudar no sofá, travesseiro ou no PAD (procure no Google como “bateria praticável”).

Após a pessoa notar que leva jeito, o professor indica a compra do instrumento. Caso o aluno more em apartamento, o indicado é uma bateria eletrônica.

Outra pergunta comum é: quanto tempo levo para tocar uma música?

Tocar bateria é mais simples do que se imagina. Na primeira aula já é possível tocar. Após o início das aulas o aluno terá noção do que é necessário praticar com a ajuda do professor. É sempre importante treinar os exercícios em casa usando o metrônomo do celular para ajudar no desenvolvimento técnico e musical. Treinar com as baquetas no travesseiro, funciona.

Geralmente, é sugerido comprar a bateria – usada ou nova – dependendo da forma de pagamento. As usadas, normalmente são vendidas com pagamento à vista e para as novas, muitas lojas parcelam a compra. Uma outra possibilidade é a do aluno ir comprando peça por peça. Para iniciar, é possível comprar só uma caixa, um chimbal e um pedal de bumbo.

Falando sobre marcas, é sugerido como boa relação custo/benefício a marca nacional RMV. Quando o aluno resolver comprar o instrumento, ele encontrará todos os valores e possibilidades. Outra marca indicada é a Nagano, com boa sonoridade também. Sobre os valores de investimento, inicialmente giram em torno de 2200 reais para baterias novas (peças + pratos + ferragens).

É possível também treinar usando PADs para praticar em casa. Esta bateria é formada por 1 PAD de bumbo, 1 PAD de caixa, 2 PADs para 2 tons, 1 PAD de surdo, 1 PAD de chimbal e 1 PAD de prato ride, sendo necessário comprar apenas um pedal de bumbo além desse kit. Para iniciantes é bem legal, pois ajuda a desenvolver a técnica. O valor fica por volta de 500 reais – o que alivia muito o investimento inicial. Existe também a opção de baterias para criança, que são também mais baratas (abaixo de 50% do valor da bateria tamanho padrão), porém é indiciada somente às crianças.

3 dicas que te ajudarão a aprender mais rápido:

  1. Treine os rudimentos com as baquetas no travesseiro ou sofá.
  2. Para quem já toca, é importante treinar estilos diferentes e escutar músicas diferentes. No começo, muitos querem aprender a tocar, porém não escutam muito o estilo que querem aprender. Ouvir ajuda a absorver o tempo e a métrica da música, para conseguir acompanhar o áudio que está estudando.
  3. É indicado que os pais criem o hábito de ouvir músicas com os filhos. As crianças absorvem muito rápido. As aulas de bateria também são ótimas para crianças autistas e cegas, pois desenvolvem diversos novos caminhos neurais, além de auxiliar na parte motora e diminuição de estresse.

Agradecemos as dicas do professor Michel. Esperamos que sejam úteis no início do seu aprendizado e que o instrumento te ajude a diminuir aquela tensão do dia-a-dia!

Theo Machado – sócio diretor da Equilibrium Escola de Música, professor de violão e guitarra há mais de 20 anos, coach de bandas e produtor musical

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *